quarta-feira, 17 de novembro de 2010

MAUS TRATOS EM CRIANÇAS PEQUENAS

Eu queria falar de um assunto hoje que de certo modo, me faz arrepiar os cabelos, mas esse caso em especial foi alvo na mídia e está em todas as rodas de conversas pelo Brasil...
O do "pai" que agrediu seu filho de 2 meses...
As cenas mostradas no programa da Ana Maria Braga - Mais Você - são bem chocantes. E foram conseguidas pela coragem da mãe, em filmar o marido agredindo seu bebê.
Isso pode ser chamado de pai? Um homem que quase sufoca seu filho, enfiando sua mãozorra na pequena garganta dele? Gente! É apenas um bebê de 2 meses! Que mal ele pode fazer? Onde está a consciência desse homem?
E pasmem: ele se PRONTIFICOU em ficar em casa, tomando conta do bebê; quando a mãe tinha já arrumado uma pessoa de confiança para cuidar do filho...
E a mãe, inocente de tudo... (quando ela iria desconfiar do marido?) deixou o filhinho com o pai! O garotinho - ele se chama Gustavo -  tem imenso medo desse monstro. Porque isso é um monstro! Mostrou a mãe, que estava sendo agredido pelo pai... Ele, em sua inocência, esticou as mãozinhas para a mãe e esta, notou que a palma de sua mão direita tinha um arroxeão imenso...
Ela assustada, levou a criança ao pediatra e a médica constatou que também a clavícula de Gustavo estava quebrada e alertou a mãe.
A mãe corajosamente, colocou o celular dentro de uma caixa de sapatos e o posicionou de frente para o berço da criança.
As cenas que ela viu depois, foram estarrecedoras e muito chocantes... O seu marido, agredindo o filhinho deles!
Ao ver as cenas, a mãe correu a delegacia e mostrou ao delegado; e recebeu a triste notícia de que não poderia enjaular aquele monstro porque não eram cenas em flagrante! Mesmo assim, ela não esmoreceu. Lembrou-se de que o marido guardava armas ilegais dentro de casa. E o monstro foi preso por porte ilegal de armas.
A mãe e o filho estão salvos por hora, porque estão com parentes.
Mas essa lei tem que ser revista no País. Porque o homem não poderia ser preso por maus tratos e tortura a um bebê? As cenas gravadas não são a prova do flagrante?
Eta Brasil complicado viu?

2 comentários:

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Mylla, que história...
é triste demais! como pode isso acontecer, um homem ficar livre mesmo tendo torturado uma criança?
que tristeza isso...é de se indignar muito mesmo

Du disse...

Também fico mais que chocada com coisas assim, pra mim não tem explicação certas coisas que alguns "seres humanos" são capazes de fazer... crueldade. Isso me dá medo, muito medo.

Beijos, querida!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...