terça-feira, 11 de janeiro de 2011

O QUE É DISRITMIA CEREBRAL?

Eu tenho um primo que é apaixonado por gatos. E ele me deu o Zeus, meu gatinho preto. Estávamos conversando outro dia, e ele me revelou que tinha DISRITMIA CEREBRAL. "Sem o remédio, meu cérebro fica todo descoordenado, eu enxergo como um borrão, e não dou acordo de mim. Mas quando tomo o remédio, tudo volta ao normal. Mas sei que não sou normal. Porque a minha fala é descoordenada. Eu pulo de um assunto para o outro, e volto ao primeiro assunto com uma rapidez incrível."
Pensando nisso, fui procurar saber o que seria a disritmia cerebral. E descobri que é a popular EPILEPSIA.

DISRITMIA CEREBRAL: é um transtorno no ritmo das ondas elétricas cerebrais frequentemente associados a estados epilépticos. Psiquiatricamente, a epilepsia não pode ser considerada como sendo uma doença com sintomas únicos, mas como um conjunto de deles variáveis e diversos que se caracterizam por episódios periódicos e transitórios, capazes de alterar o estado da consciência, alteram-se os movimentos, há convulsões e alguns transtornos de sentimentos, das emoções ou tudo isso junto.
Então é isso... O meu primo é epiléptico. Mas eu acho esse termo muito feio e remete logo a casos de pessoas que caem no chão, tremendo e babando. Uma cena muito feia e dolorosa de se assistir.
Já vi um conhecido tendo uma crise dessas e não gostei do que vi. Mas esse não se emenda. Ele bebe cachaça o dia inteiro e não faz uso dos remédios.
Meu primo não. Ele usa seus medicamentos na hora certa e é uma pessoa que tem uma vida simples. É homossexual e por isso condenado pela família que o isolou em um quartinho nos fundos da casa. Ele mora com a mãe e cuida dela com extremo carinho.
Acho que é por isso que desenvolveu esse amor pelos gatos. O amor que ele queria de sua família, deu aos seus gatos!

 

5 comentários:

* Maria Edméia * disse...

*Mylla, teu primo é uma pessoa do

BEM !!! (*Triste ele não ser aceito

pela família por ser homossexual !

Muita ignorância da sua família !!!

*Meu Deus !!!).

*Mylla Querida, tenhas um ALEGRE

final de semana na companhia dos

teus !!!

*Fiques com Deus.

*Um abraço.

Anônimo disse...

Me chamo carla moro no ceara e sou homosexual e minha mulher tem esta doenca sofro junto com ela pois ela toma medicao e sempre sente pertubacoes na cabeca que nao consigo decifrar ja voltou ao neuro e foi aumentada a mg do remedio e foi puor porque ela sentiu todas ad reacoes que o mesmo causa... ja nao sei o que faco para ajudar poque cubro ela demuito carinho e atencao


Anônimo disse...

Fui diagnosticada com disritmia cerebral quando eu era criança. Tomava remédios e não lembro de ter tido convulsões. Na adolescência srntia muita sonolência com os remédios e parei de tomar por conta própria, desde então procuro ter uma vida saudável e meus pais nunca me trataram como uma pessoa doente. Só que eu sinto os efeitos dessa doença q eu tinha até esquecido. Hoje vejo que muitas coisas na minha vida foram dificuldades por essa doença. Eu achava que eu era só uma pessoa anti-social e tímida. Não tenho convulsões, mas tenho fortes dores de cabeça, as vezes fico aerea e um mal humor q as vezes eu não sei nem o motivo. Meu namorado percebeu algimas atitudes estranhas em mim tipo discutir do nada. Sei que preciso de ajuda.

Orlando Lima disse...

Estou pesquisando sobre disritimia cerebral. Acredito que ao buscar conhecimento podemos agregar valor para sociedade.

Não estou encontrando livros científicos sobre disritimia.

Podem me ajudar?

Obrigado e boa semana.

Orlando Lima disse...

Estou pesquisando sobre disritimia cerebral. Acredito que ao buscar conhecimento podemos agregar valor para sociedade.

Não estou encontrando livros científicos sobre disritimia.

Podem me ajudar?

Obrigado e boa semana.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...