sábado, 12 de maio de 2012

RETRATO DE MÃE





"Uma mulher existe que, pela imensidão de seu amor, tem um pouco de
Deus, e muito de anjo pela incansável solicitude dos cuidados seus;
uma mulher que, ainda jovem, tem a tranqüila sabedoria de uma anciã e,
na velhice, o admirável vigor da juventude;
se de pouca instrução, desvenda com intuição inexplicável
os segredos da vida e, se muito instruída age
com a simplicidade de menina;
uma mulher que sendo pobre,
tem como recompensa a felicidade dos que ama, e quando rica, todos os
seus tesouros daria para não sofrer no coração a dor da ingratidão;
sendo frágil, consegue reagir com a bravura de um leão;
uma mulher que, enquanto viva, não lhe damos o devido valor,
porque ao seu lado todas as dores são esquecidas; entretanto
quando morta, daríamos tudo o que somos e tudo o que temos para vê-la de
novo ao menos por um só momento, receber dela um só abraço,
e ouvir de seus lábios uma só palavra.
Dessa mulher não me exijas o nome, se não quiseres
que turve de lágrimas esta lembrança,
porque... já a vi passar em meu caminho.
Quando teus filhos já estiverem crescidos, lê para eles estas palavras.
E, enquanto eles cobrem a tua face de beijos, conta-lhes que um humilde
peregrino, em paga da hospedagem recebida, deixou aqui para todos o
esboço do retrato de sua própria mãe."



Tradução do original de D. Ramóm Angel Jara 
Bispo e Orador Chileno 

3 comentários:

nilda disse...

Linda a homenagem a nós mamães.
Obrigada.
Beijoca Nilda
http://meucantin5.blogspot.com.br/

Sandra disse...

Linda postagem Mylla, Parabéns.
PARABÉNS PARA VC AMIGA QUE ÉS MÃE.
Na interação de Amigos fiz uma especial para mim, srsrsr
Vou te esperar por lá.
Carinhosamente,
Sandra

Sissym disse...

Mylla, é bem verdade que muitas vezes não somos merecedores de tanto cuidado de nossas mães. Hoje que sou mãe sei bem o esforço que faço e o amor que sinto, em troca, algumas vezes, decepções. Mas as esquecemos facilmente, porque amamos. Então, quando as mães partem, um dia isso acontece, gera uma saudade e tambem melancolia do que ficou faltando ter feito, como ter mais paciencia, mais dedicação, mais retorno...

O amor de mãe não tem explicação, pq é tão grande mas tão grande que nem mesmo dizendo assim é possível medi-lo.

Beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...