quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

CRÔNICA DE UM DIA TUMULTUADO





Por que não de madrugada? A minha noite foi péssima. Me acordaram duas vezes, para implorarem por cigarros... Péssimo hábito, que eu deixei pra trás faz tempo! Deixei também para trás a bebida... E confesso... Não me faz falta nenhuma...
Acordei às 7hs da manhã. Ao som do celular... Dei uma bronca no irmão que implorava pelos cigarros...
Remédios, cigarros e café da manhã para um... Pão com queijo, café com leite e remédio para o outro...
Orações do dia: Controle. Palavra do dia: Compaixão...
Gato miando carente; cachorro latindo com fome...
A campainha tocando para a entrega do meu remédio de memória...
Ás 9:30 - preparo do almoço para ficar tudo pronto às 11 horas. Roupa centrifugando na máquina e entre o varal e o fogão, fui dando conta de tudo... Antibiótico na hora certa e mais roupa para bater na máquina...
Por último... um cheiro gostoso na cozinha: carne de porco com bastante cebola e pimentão... O angu quentinho, o arroz fresquinho... A baroa apetitosa... Mas em meio a tudo isso - o susto - levar irmão ao hospital porque ele tinha suspeição de ter quebrado algumas costelas, em queda de dia anterior...
Depois daquela espera; o alívio!!! Nada de costela quebrada!
Apenas dor muscular... Apenas tratamento com anti-inflamatório... Graças a Deus!!! Amém!!!

Um comentário:

Iara Barcelos disse...

Querida Prima!!!!

Postei alguns comentários, elogiosos é claro, para essa sua crônica e para outras mais, eles não apareceram... não sei o que ocorreu. Na dúvida, aqui estão os meus parabéns!!! você escreve muito bem, continue... Visitarei sempre o seu Blogger... Gosto de ler o ue escreve

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...