segunda-feira, 23 de julho de 2012

BOMBA!!!


Sabiam que essa marca aí, que vende produtos aqui no Brasil não é verdadeira? Mas apenas uma CÓPIA?
Isso mesmo... A Speedo verdadeira é australiana. A que está aqui no Brasil é vendida pela Multisport.
Segundo a revista Veja:
"Praticamente tudo o que é vendido no Brasil - da Speedo - é fruto de um acordo não escrito para uso da marca que uma empresa paulista, a Multisport, pôs em prática há pelo menos 30 anos e que a Speedo tenta reverter há pelo menos  20 anos. Ambas têm o grosso de sua produção feito na China - com a diferença de que os artigos vendidos AQUI vêm de fornecedores da Multisport, com matéria prima encomendada pela Multisport, sem o aval da Speedo internacional. ELES PODEM SER ATÉ IGUAIS, MAS NÃO SÃO ORIGINAIS!"

"O Brasil é o ÚNICO país do mundo em que os produtos comercializados com a nossa marca não são fabricados por nós". diz o advogado da empresa, Peter Eduardo Siemsen.

Então pessoal! Abram bem os olhos quando forem dar preferência aos produtos brasileiros da Speedo!
Tem gente por aí comprando gato por lebre sem saber!

5 comentários:

Tagli H. Barsotti disse...

OI Milena,

Realmente isso é muito mais complexo do que imagina. São interesses da Speedo Internacional querer entrar no Brasil agora que estamos em condiççao mais favorável. A Speedo no Brasil já atua a mais de 34 anos sempre com muita credibilidade e cuidado com seus produtos e a origem da marca é a mesma, porém o Brasil tem propriedade da marca e os gringos querem entrar aqui sem respeitar toda a história no Brasil.
Abraços,
Tagli.

Anônimo disse...

Oi Milena, eu vi essa matéria e digo que é verdadeira sim. trabalho com marcas esportivas nacionais e internacionais há anos e tenho muito conhecidos que já trabalharam nessa empresa. essa briga é antiga! mas nada foi comprovado. que os produtos brasileiros são bons, isso é verdade, mas não são autorizados pela Speedo Internacional.

Anônimo disse...

Milena, boa noite
Parabéns por postar em seu Blog esta matéria tão importante e verídica que foi publicada na revista veja do dia 21/07.
Somente no Brasil, piratas do colarinho branco fabricam e comercializam produtos sem a autorização dos verdadeiros donos da marca e nada acontece.
Os ofendidos são aqueles que lucram alto com a atual situação, cômoda e favorável.
Típico de alguns brasileiros que gostam de levar vantagem em tudo
As lojas deveriam parar de comprar os produtos piratas da SPEEDO imediatamente.
Lembrando a todos que esta matéria saiu na revista VEJA, a revista com maior credibilidade do país.
Parabéns pela postagem

Mylla Galvão disse...

Olha gente, eu gostei dessa reportagem na Revista Veja da qual sou assinante.
Se ela é verídica ou não, não preciso fazer nenhuma pesquisa pra isso pq se está na Veja, deve ser verdadeira...
Algumas pessoas podem se sentir ofendidas, pra mim tanto faz... E aos Anônimos de plantão: Não vou aceitar vocês, se quiserem se identificar... Tanto melhor...

O blog é meu e publico o que eu quero... E quando quero!!!

Obrigado

Sissym disse...

Mylla, parabens por esta informação. Eu não sabia sobre isso. Gostei da explicação do Tagli, veio complementar o texto.

Beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...